19 de nov de 2010

odeio o modo como fala comigo, e como corta o cabelo. Odeio o modo como dirige meu carro, e o seu desmazelo... Odeio suas enormes botas de combate, e como consegue ler minha mente . Eu odeio tanto isso em você que até fico doente... Odeio como está sempre certo, e quando você mente. Odeio quando você me faz rir muito, e mais quando me faz chorar... Odeio quando você não está por perto, e o fato de não me ligar. Mas eu odeio principalmente, não conseguir te odiar, nem um pouco, nem mesmo só por 1 segundo , nem mesmo só por te odiar (...)

Nenhum comentário:

Postar um comentário